Conselhos

Como os monarcas sabem quando migrar?

Como os monarcas sabem quando migrar?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A borboleta monarca é um verdadeiro milagre da natureza. É a única espécie de borboleta conhecida a concluir uma migração de ida e volta de até 3.000 milhas a cada ano. A cada outono, milhões de monarcas vão para as montanhas do centro do México, onde passam o inverno agachados nas florestas de abetos de oyamel. Como os monarcas sabem quando é hora de migrar?

Diferenças entre monarcas de verão e monarcas de outono

Antes de abordarmos a questão do que faz um monarca migrar no outono, precisamos entender a diferença entre um monarca de primavera ou verão e um monarca migrante. Um monarca típico vive apenas algumas semanas. Os monarcas da primavera e do verão têm órgãos reprodutivos funcionais logo após a emergência, permitindo que eles se acasalem e se reproduzam dentro das restrições de uma vida útil curta. São borboletas solitárias que passam seus breves dias e noites sozinhas, com exceção do tempo gasto no acasalamento.

Os migrantes em queda, no entanto, entram em um estado de diapausa reprodutiva. Seus órgãos reprodutivos não são totalmente desenvolvidos após a emergência e só ocorrerão na primavera seguinte. Em vez de acasalar, esses monarcas dedicam sua energia à preparação para o árduo voo para o sul. Eles se tornam mais gregários, pousando juntos nas árvores da noite para o dia. Os monarcas do outono, também conhecidos como a geração Methuselah por sua vida útil prolongada, precisam de muito néctar para fazer sua jornada e sobreviver ao longo inverno.

3 Dicas ambientais dizem aos monarcas para migrarem

Então a verdadeira questão é o que desencadeia essas mudanças fisiológicas e comportamentais nos monarcas do outono? Três fatores ambientais influenciam essas mudanças na geração migrante de monarcas: a duração da luz do dia, a flutuação das temperaturas e a qualidade das plantas de serralha. Em conjunto, esses três gatilhos ambientais dizem aos monarcas que é hora de voar para o céu.

Quando o verão termina e o outono começa, os dias crescem gradualmente mais curtos. Essa mudança constante na duração da luz do dia ajuda a desencadear diapausa reprodutiva em monarcas no final da temporada. Não é só que os dias são mais curtos, é que eles continuam ficando mais curtos. Pesquisas da Universidade de Minnesota mostraram que os monarcas submetidos a uma quantidade constante, mas curta, de luz do dia não entrariam em diapausa reprodutiva. O horário de verão teve que variar ao longo do tempo para causar a mudança fisiológica que faz um monarca migrar.

Temperaturas flutuantes também sinalizam a mudança das estações. Embora as temperaturas diurnas ainda possam estar quentes, as noites do final do verão se tornam visivelmente mais frias. Os monarcas usam essa sugestão para migrar também. Os cientistas da Universidade de Minnesota determinaram que os monarcas criados em um clima de temperaturas flutuantes eram mais propensos a entrar em diapausa do que aqueles criados a uma temperatura constante. Os monarcas do final da temporada que experimentam mudanças de temperatura suspenderão a atividade reprodutiva em preparação para a migração.

Finalmente, a reprodução do monarca depende de um suprimento adequado de plantas hospedeiras saudáveis, a serralha. No final de agosto ou setembro, o plantas de serralha começam a amarelar e desidratam e são frequentemente cobertos com mofo por pulgões. Na falta de folhagem nutritiva para a prole, esses monarcas adultos atrasarão a reprodução e iniciarão a migração.

 


Assista o vídeo: Pictos e Celtas Gaélicos (Junho 2022).


Comentários:

  1. Wiccum

    Que tópico adorável

  2. Tegami

    Na minha opinião você cometeu um erro. Vamos discutir isso. Escreva-me em PM.

  3. Zolonris

    Spasibo nós usaremos)

  4. Tagrel

    muito obrigado.

  5. Mirn

    Não, o oposto.



Escreve uma mensagem